sábado, 14 de janeiro de 2006

Em dia de Aniversário

Cresci; e nisso é que a família não interveio;
cresci naturalmente, como crescem as magnólias
e os gatos.
Talvez os gatos são menos matreiros e, com certeza,
as magnólias são menos inquietas do que eu era
na minha infância.
Um poeta dizia que o menino é o pai do homem.
.............................................................Machado de Assis


2 comentários:

luiza caetano disse...

Minha
Ternurenta
"Fuçanguinha"

Porque gostei da tua surprise! Porque gosto das tuas breves passagens e fuçanguices lá pelos caminhos da Rua do OFF, Scraaps &
Cª., porque amo esse teu estranho nome de Lua...

Eis-me aqui a comentar com o meu carinho quanto me é grata a tua amizade (sem nome) agora com um rosto.

Teu Blogue... do que vi, poema de entrada e pouco mais, gostei sim.
Simples! Sóbrio (a ver com o sintetismo das tuas intervenções).

Beijos para Ti
lc

luiza caetano disse...

Minha
Ternurenta
"Fuçanguinha"

Porque gostei da tua surprise! Porque gosto das tuas breves passagens e fuçanguices lá pelos caminhos da Rua do OFF, Scraaps &
Cª., porque amo esse teu estranho nome de Lua...

Eis-me aqui a comentar com o meu carinho quanto me é grata a tua amizade (sem nome) agora com um rosto.

Teu Blogue... do que vi, poema de entrada e pouco mais, gostei sim.
Simples! Sóbrio (a ver com o sintetismo das tuas intervenções).

Beijos para Ti
lc